3.6.13

bordeaux velvet


As rosas, as rainhas das flores.
São bonitas e sabem disso.
As rosas de que vos falo hoje são requintadas... vestem-se de veludo e a quase ausência de espinhos torna-as encantadoramente vulneráveis.
Mas há uma rosa entre as rosas que pode não ser a mais perfeita, mas é certamente a mais irreverente.
A assumida e uniforme perfeição das restantes faz com que ela salte a vista e me prenda o olhar.
Não será precisamente isso que a torna fascinante?
Será.






A minha mãe diz que talvez tenha sido a geada, eu voto nas abelhas.


2 comentários :

  1. eu acho que tal como os humanos nascem com os seus sinais, esta nasceu também com os seus :)

    ResponderEliminar